Seja bem vindo
Petrópolis,17/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Brasil lidera nos Jogos Parapan-Americanos de Santiago 2023

Brasil lidera com 76 medalhas e tem 22 ouros a mais do que os Estados Unidos, na segunda colocação; país também teve conquistas no halterofilismo, ciclismo e tiro esportivo neste domingo, 19


Brasil lidera nos Jogos Parapan-Americanos de Santiago 2023 Thiego Marques em ação contra Ronald Hawtorne, na categoria até 60kg | Foto: Washington Alves/CPB

Com uma média de aproximadamente três medalhas por hora nos Jogos Parapan-Americanos de Santiago 2023, a delegação brasileira se consolidou na primeira colocação do quadro de medalhas neste domingo, 19. 

O país conquistou 30 medalhas durante o dia: 11 de ouro, sete de prata e oito de bronze, totalizando 76 (33 ouros, 21 pratas e 22 bronzes). Agora, os Estados Unidos aparecem no segundo lugar geral, com 11 medalhas de cada cor – 33 no total –, seguidos pela Argentina, que chegou a 29 (nove de ouro, oito de prata e 12 de bronze).


Natação

• Os atletas da modalidade foram responsáveis por metade das medalhas brasileiras no dia (15 de 30).

• Foram oito medalhas de ouro, duas de prata e cinco de bronze. Em cinco provas, o Brasil fez dobradinhas.

• Cinco nadadores conseguiram recordes parapan-americanos: Wendell Belarmino, nos 100m borboleta, da classe S11 (atletas cegos); Douglas Matera, nos 100m borboleta, da classe S12 (baixa visão); Samuel Oliveira, nos 50m costas, da classe S5 (limitação físico-motora); Lucas Mozela, nos 200m medley, da classe S9 (limitação físico-motora); e Gabriel Bandeira, nos 100m costas, da classe S14 (deficiência intelectual).

• Ana Karolina Soares, nos 100m costas, da classe S14 (deficiência intelectual); Talisson Glock, nos 100m livre, da classe S6 (limitação físico-motora); e a equipe de revezamento mista 4x50m livre (20 pontos) também conquistaram medalhas de ouro.


Judô

• No primeiro dia da modalidade, o Brasil conquistou seis medalhas: quatro de ouro, uma de prata e uma de bronze.

• Lúcia Araújo (-57kg), Rosi Andrade (-48kg), Thiego Marques (-60kg) e Harlley Arruda (-73kg) subiram ao lugar mais alto do pódio.

• Elielton Oliveira (-60kg) ficou com a prata e Giulia Pereira (-48kg) conquistou a medalha.


Halterofilismo

• A modalidade entrou no segundo dia e o Brasil conquistou mais quatro medalhas – sendo uma de ouro, uma de prata e duas de bronze – e chegou a nove no total.

• O único ouro do dia veio com Bruno Carra, na categoria até 54kg. Na mesma prova, João Maria França Junior conquistou a medalha de bronze.

• Maria de Fátima Castro ficou com o bronze na categoria até 67kg, José Arimateia Lima, na categoria até 97kg, e Mateus Silva, até 107kg, conquistaram a prata.


Ciclismo

• Bianca Garcia conquistou a medalha de ouro na prova feminina do contrarrelógio, da classe B2.

Lauro Chaman, da classe C5, e Jady Malavazzi, da classe H3, conquistaram medalhas de prata no contrarrelógio, da classe C5.


Tiro esportivo

• Débora Campos conquistou o bronze na pistola de ar 10m P2 SH1, categoria para atletas com limitações de membro superior e inferior.

• Foi o primeiro pódio do Brasil na modalidade em Santiago 2023.


Tênis de mesa

• O Brasil disputou 24 partidas e venceu 21 delas, avançando em diversas chaves. Não houve disputas de medalhas neste domingo, 19.

• Com as vitórias, a delegação brasileira garantiu 16 medalhas.

• Fábio da Silva e Joyce de Oliveira disputam o ouro das duplas mistas (XD10) nesta segunda-feira, 20; eles enfrentam a dupla chilena Leonelli/Rodriguez, às 18h (de Brasília).


Outros resultados

• A Seleção Brasileira venceu o Chile por 2 a 0 no futebol de cegos, com gols de Ricardinho e Nonato; esta foi a segunda vitória do Brasil na competição.

• No futebol PC (paralisados cerebrais), o Brasil fez 11 a 1 no Canadá; Matheus Cardoso, Lucas da Silva e Evandro foram os destaques da goleada, com três gols cada; este também foi o segundo triunfo do Brasil no torneio.

• No basquete em cadeira de rodas, o Brasil venceu a Colômbia por 72 a 20, e agora soma um triunfo e uma derrota.

• Na chave feminina do tênis em cadeira de rodas, Meirycoll da Silva e Maria Fernanda Alves, as duas representantes brasileiras, foram derrotadas nas oitavas de final, e estão fora da briga por medalhas.

• No rúgbi em cadeira de rodas, o Brasil fez duas partidas neste domingo, 19: derrota para o Canadá por 62 a 41, e vitória sobre a Argentina por 58 a 37.


Veja todos os medalhistas da delegação brasileira neste domingo, 19:

Ciclismo

OURO | Bianca Garcia - Contrarrelógio B2

PRATA | Lauro Chaman - Contrarrelógio C5

PRATA | Jady Malavazzi - Contrarrelógio H3


Halterofilismo

OURO | Bruno Carra – Até 54kg

PRATA | José Arimateia – Até 97kg

PRATA | Mateus Assis – Acima de 97kg

BRONZE | João Maria França – Até 54kg

BRONZE | Maria de Fátima – Até 67kg


Judô

OURO | Thiego Marques – Até 60kg

OURO | Lúcia Araújo – Até 57kg

OURO | Harlley Arruda – Até 73kg

OURO | Rosicleide Silva – Até 48kg

PRATA | Elielton Lira – Até 60kg

BRONZE | Giulia Pereira – Até 48kg


Natação

OURO | Wendell Belarmino – S11 – 100m borboleta

OURO | Douglas Matera – S12 – 100m borboleta

OURO | Gabriel Bandeira – S14 – 100m costas

OURO | Ana Karolina Soares – S14 – 100m costas

OURO | Samuel Oliveira – S5 – 50m costas

OURO | Lucas Mozela – S9 – 200m medley

OURO | Talisson Glock – S6 – 100m livre

OURO | Revezamento 4x50m livre – 20 pontos – Patricia Santos, Samuel Oliveira, Tiago Oliveira e Laila Suzigan

PRATA | Ruan Souza – S10 – 200m medley

PRATA | Cecília Araújo – S8 – 100m costas

BRONZE | Phelipe Rodrigues – S10 – 200m medley

BRONZE | José Luiz Perdigão – S11 – 100m borboleta

BRONZE | Thomaz Matera – S12 – 100m borboleta

BRONZE | Tiago Oliveira – S5 – 50m costas

BRONZE | Victor dos Santos – S9 – 200m medley


Tiro esportivo

BRONZE | Débora Campos – SH1 – P2 Pistola 10m


A delegação brasileira

Para esta edição, a delegação brasileira conta com 324 atletas, 190 homens e 134 mulheres, oriundos de 23 estados e do DF, em 17 modalidades. Desses competidores, 51 têm até 23 anos, 108 são cadeirantes, 132 são estreantes no evento continental, 72 treinam nos Centros de Referência do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e 11 disputaram o Parapan de Jovens, em Bogotá, Colômbia, no último mês de junho.


Patrocínios 

As Loterias Caixa são a patrocinadora oficial da natação, judô, basquete em cadeira de rodas, tiro esportivo, futebol de cegos, rúgbi em cadeira de rodas, tênis de mesa e halterofilismo.


Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível

Os atletas Gabriel Bandeira, Ana Karolina Soares de Oliveira, Cecília Kethlen Jerônimo de Araújo, Rosi Andrade, Thiego Marques, Laila Abate, Jady Malavazzi, Samuel Oliveira e Talisson Glock e o Futebol de Cegos são integrantes do Programa Loterias Caixa Atletas de Alto Nível, programa de patrocínio individual da Loterias Caixa que beneficia 91 atletas.


Time São Paulo

Os atletas Ana Karolina Soares de Oliveira, Giulia Pereira, Elielton Lira de Oliveira, Harlley Arruda, Lúcia Araújo, Lucas Lamente Mozela e Lauro Chaman são integrantes do Time São Paulo, parceria entre o CPB e a Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo, que beneficia 106 atletas de 14 modalidades.


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.