Seja bem vindo
Petrópolis,20/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Comunidade Quilombola em Caiçara de Baixo, Cruz, CE, celebra com atividades culturais o Dia da Consciência Negra

Além das apresentações de hip-hop e uma breve competição de B-Boys, houve demonstração de capoeira, contação de história, participação do Palhaço Tapioca, oficina de arte e serviço de saúde.


Comunidade Quilombola em Caiçara de Baixo, Cruz, CE, celebra com atividades culturais o Dia da Consciência Negra Foto: PortalGIRO.com
Publicidade

Nesta segunda-feira (20), a comunidade quilombola de Caiçara de Baixo, situada no distrito de Cruz, litoral oeste do Ceará, comemorou o Dia da Consciência Negra com um evento repleto de atividades culturais e serviços de saúde.

Realizado na creche Professor Luiz Raimundo do Nascimento, o evento foi organizado pela Prefeitura de Cruz, por meio da Secretaria de Educação e Cultura, com a presença marcante da secretária Socorro Rocha, que deu início às celebrações com um discurso significativo ao ressaltar a relevância da data.

"Este dia é de grande importância para o Brasil e também para o nosso estado do Ceará. É o dia em que as pessoas começam a refletir sobre a consciência do sofrimento enfrentado pelos negros, com o preconceito e a discriminação devido à cor da sua pele", enfatizou Socorro Rocha ao destacar a relevância da data.

O evento contou com a participação do articulador regional Rodrigo Nascimento, representante da Secretaria de Cultura do Estado do Ceará. Ele convidou a comunidade a participar dos editais já abertos pela Prefeitura de Cruz e pelo Governo do Estado, que visam fomentar a cultura através da Lei Paulo Gustavo.

"Estou aqui hoje atendendo ao convite da Dona Socorro para conhecer um pouco mais da realidade de vocês e também para informar sobre as oportunidades oferecidas pela Secretaria de Cultura, por meio da Lei Paulo Gustavo, assim como pela própria Prefeitura de Cruz, sob a liderança de Dona Socorro, que tem se empenhado muito para que vocês participem desses editais", convidou Rodrigo Nascimento.

O rapper Negrete, reconhecido na região por suas manifestações artísticas com forte conteúdo cultural e de empoderamento, exibiu seu talento em uma breve competição de B-Boys.

Além das apresentações de hip-hop, houve demonstração de capoeira pelo Professor Leonardo Almeida, conhecido como Chaveirinho, que convidou as crianças a conhecerem mais sobre essa manifestação cultural.

A professora Maria Silvany Rios, também conhecida como Ny Rios, compartilhou a história da boneca Abayomi. Segundo historiadores, essa boneca era confeccionada com retalhos dos vestidos das mães nos navios negreiros, como um gesto para proporcionar segurança e transmitir afeto aos filhos que as acompanhavam nesse trajeto. Ao final do evento, a comunidade pôde participar de uma oficina de arte com a Coordenadora da Biblioteca Pública Municipal, Ivonete, para aprender a confeccionar a boneca Abayomi, frequentemente vista como um "símbolo de resistência" da cultura negra na diáspora.

O evento também contou com a participação do Palhaço Tapioca, que animou tanto crianças quanto adultos. Além de convidar o público para participar das brincadeiras, o palhaço realizou malabarismos com "caixas mágicas" e acrobacias, proporcionando momentos de diversão e entretenimento para todos os presentes.

A presença da Secretaria Municipal de Saúde incluiu a realização de medições da pressão arterial e dos níveis de glicose, oferecendo orientações à comunidade sobre os hábitos e práticas saudáveis.

O evento, que reuniu cultura, arte, saúde e diversão, fortaleceu os laços da comunidade e ressaltou a importância da celebração do Dia da Consciência Negra.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.