Seja bem vindo
Petrópolis,04/03/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Rio de Janeiro criou quase 19 mil novos empregos formais em outubro, resultado 7,2% maior que o do mês anterior

Mais de 140 mil novos postos de trabalho foram criados no estado nos dez primeiros meses de 2023


Rio de Janeiro criou quase 19 mil novos empregos formais em outubro, resultado 7,2% maior que o do mês anterior Reprodução

O Estado do Rio gerou, de janeiro a outubro de 2023, 141.981 novos postos de trabalho com carteira assinada. Apenas em outubro, foram criadas 18.803 novas vagas – número 7,2% maior que o do mês anterior – consolidando o Rio de Janeiro, no ranking nacional de geração de empregos formais, entre os três estados que mais empregam no país. Esses dados são do Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta terça-feira, (28/11), pelo Ministério do Trabalho e Emprego. 

– A geração de empregos é um dos mais importantes indicadores do desempenho econômico. Com a retomada da economia fluminense, conseguimos não apenas repor vagas perdidas como também ampliamos, mês a mês, a oferta de empregos em todo o estado, conforme constatam os dados do Novo Caged. Avançamos, agora, com iniciativas que permitam a ampliação de programas de capacitação e qualificação para o trabalhador fluminense – afirmou o governador Cláudio Castro. 

A análise do Novo Caged, realizada pelo Observatório do Trabalho da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda, apontou que as oito regiões do Estado do Rio de Janeiro apresentaram saldos positivos no mês de outubro, com destaque para a Metropolitana e o Médio Paraíba. Os municípios que mais se destacaram na criação de vagas de trabalho foram o Rio de Janeiro (10.733), Macaé (1.028), Duque de Caxias (998), Itaboraí (491) e Paraíba do Sul, que registrou 385 novos empregos. 

Nos dez primeiros meses do ano, o município do Rio de Janeiro também teve o melhor saldo, com 60.026 novos postos de trabalho, seguido por Magé (8.656), Macaé (8.642), Campos dos Goytacazes (4.895) e Duque de Caxias, que gerou 4.342 empregos.  

– O resultado do Caged mostra que estamos no caminho certo quando priorizamos parcerias e projetos que permitam oferecer capacitação e qualificação a todos os trabalhadores fluminenses, de forma a aumentar, cada vez mais, os índices de empregabilidade no nosso Estado do Rio - ressaltou o secretário estadual de Trabalho e Renda, Arthur Monteiro. 

Ainda de acordo com o Observatório do Trabalho, dos cinco setores de atividade econômica, quatro apresentaram saldo positivo de vagas em outubro: Serviços (10.265), Comércio (3.935), Indústria (2.874) e Construção (2.328). No indicador por faixa etária e escolaridade, os jovens de 18 a 24 anos e aqueles com Ensino Médio completo são os preferidos para a contratação fluminense, com saldos de 9.473 e 15.100, respectivamente.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.