Seja bem vindo
Petrópolis,27/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

COP28: Indústria brasileira como protagonista na sustentabilidade global

É a primeira vez que a Confederação Nacional da Indústria (CNI) tem uma estrutura própria na Conferência do Clima. Até 12 de dezembro, espaço receberá mais de 40 atividades


COP28: Indústria brasileira como protagonista na sustentabilidade global Foto: Divulgação

No último sábado (2), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) marcou sua presença histórica na Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), a COP28, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, com a inauguração do seu estande oficial. O evento de abertura contou com a presença marcante de ministros, governadores, senadores e deputados federais, consolidando a relevância e o compromisso da indústria brasileira com a sustentabilidade.

Ricardo Alban, presidente da CNI, liderou a cerimônia de inauguração, ressaltando a importância crucial deste momento para demonstrar o engajamento e a parceria da indústria com a sustentabilidade. Alban destacou a necessidade de o Brasil se tornar um epicentro de iniciativas inovadoras em transição energética e descarbonização, especialmente em um cenário pós-pandemia de COVID-19, afirmando que o país não pode perder essa oportunidade.

Com uma matriz energética limpa e uma vasta cobertura florestal, o Brasil se coloca em posição de destaque para liderar os esforços globais rumo a uma economia de baixo carbono. Durante a COP28, a indústria brasileira pretende se posicionar como protagonista nesse processo, enfatizando seu papel como esperança para um futuro sustentável.


Diversas autoridades presentes ressaltaram a importância estratégica da indústria na construção de um Brasil mais sustentável. O ministro de Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, enfatizou a colaboração da CNI com o governo federal, destacando o retorno do país aos investimentos e à geração de empregos como prioridades fundamentais.

O senador Jaques Wagner destacou a necessidade de uma abordagem tripla para viver melhor: econômica, social e ambientalmente, elogiando a iniciativa da CNI de ter um espaço próprio na COP28.

Além das figuras mencionadas, o evento contou com a presença de outras autoridades como o Ministro da Casa Civil, Rui Costa; os governadores da Bahia, Jerônimo Rodrigues, e do Ceará, Elmano de Freitas; os senadores Augusta Brito, Randolfe Rodrigues e Eliziane Gama; a Deputada Federal Benedita da Silvia, bem como o Presidente do Sebrae Nacional, Décio Lima.

A participação da indústria brasileira atinge níveis recordes na COP28, com a presença de mais de 100 empresários. Pela primeira vez, a CNI possui um estande próprio na "Área Azul" gerenciada pela ONU, onde são realizadas as negociações. O espaço destaca décadas de esforços do setor industrial em direção à sustentabilidade, com foco na produção de hidrogênio verde e no potencial do biocombustível proveniente da semente de macaúba, uma palmeira nativa do Brasil.

A programação do estande da indústria brasileira na COP28 inclui uma série de atividades diárias com especialistas, empresários industriais, representantes governamentais e autoridades nacionais e internacionais. Esses encontros buscam discutir avanços já alcançados pelo Brasil na agenda climática e propor soluções para reduzir as emissões de gases de efeito estufa, acelerando assim a transição para uma economia de baixo carbono.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.