Seja bem vindo
Petrópolis,04/03/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Deputado Yuri realiza Audiência Pública em busca de soluções para os alagamentos e enchentes na cidade

A audiência reuniu pesquisadores, movimentos populares, além de vereadores, representantes da Prefeitura, Governo do Estado e estudiosos


Deputado Yuri realiza Audiência Pública em busca de soluções para os alagamentos e enchentes na cidade Foto: Divulgação

Para apresentar projetos na bacia do Rio Quitandinha, cobrar dos órgãos competentes medidas de prevenção a alagamentos e inundações no verão, propondo iniciativas voltadas ao planejamento urbano e cuidado dos rios, o deputado estadual Yuri presidiu nesta sexta-feira (8), uma importante audiência pública na Câmara Municipal de Petrópolis. 

O encontro que discutiu a drenagem dos rios de Petrópolis, em especial do Rio Quitandinha, foi convocado pelo parlamentar através da Comissão Permanente de Assuntos Municipais e de Desenvolvimento Regional da Assembleia Legislativa Do Estado Do Rio De Janeiro (ALERJ) e da Frente Parlamentar de Prevenção às Tragédias e por Moradia Digna.

A fiscalização, acompanhamento e busca por soluções para os alagamentos e inundações de vias como a Cel. Veiga e Rua do Imperador foram alguns dos temas discutidos.

A audiência reuniu pesquisadores, movimentos populares, além de vereadores, representantes da Prefeitura, Governo do Estado e estudiosos. Durante mais de quatro horas foram traçados diagnósticos do atual quadro para o verão e as medidas que estão e podem ser adotadas por prevenção, drenagem e dragagem. 

Para Yuri a audiência cumpriu um papel importante e pode resultar em mudanças concretas nas ações de prevenção: “Foi um passo importante para redefinirmos a forma como cuidamos dos nossos rios. No último ano perdemos vidas e o comércio local foi destruído. Não podemos viver em eterno estágio de alerta. Temos tecnologia, recurso que conquistamos junto ao Governo Federal com o Novo PAC. Temos muitas soluções possíveis, mas é necessário também vontade política.”

Além da implementação de ações estruturantes e não estruturantes para melhor manejo das águas dos rios e das chuvas, a audiência abordou questões geográficas e históricas sobre a bacia hidrográfica dos rios Quitandinha, Palatinato e Piabanha. Yuri pretende manter essas discussões através da Frente Parlamentar por Prevenção e em Defesa da Moradia Digna, coordenada por ele na ALERJ. A ideia é organizar um calendário de audiências públicas, fiscalizações e reuniões operativas. 

Um dos momentos de maior emoção, foi o relato do presidente do Instituto Gabriel, Leandro Rocha. Leandro é pai do jovem Gabriel Vila Real da Rocha, uma das vítimas que estava no ônibus da empresa Petro Ita, levado pela correnteza na tragédia do dia 25 de fevereiro de 2022.

“Não podemos naturalizar ônibus e pessoas serem carregado por enxurradas, não podemos normalizar comerciantes perdendo tudo quando chove um pouco mais. A maior homenagem aos que perdemos, é investir em prevenção e proteção. Vamos fazer um relatório da audiência e garantir que o que foi apresentado seja incorporado no projeto aprovado pelo PAC - como jardins filtrantes, reservatórios de água da chuva, aproveitamento do lago Quitandinha, entre outras ideias. Além disso, vou visitar os órgãos envolvidos para que possamos dar continuidade ao trabalho em conjunto.”, afirma.

Para o deputado, algumas vitórias foram conquistadas na audiência. Primeiro, o anúncio do INEA sobre a compra de dois radares banda X, para Petrópolis e Nova Friburgo que melhorarão o monitoramento das chuvas na Região Serrana. E o compromisso da Prefeitura de Petrópolis em absorver todas as propostas apresentadas no projeto para o Rio Quitandinha em andamento no PAC Seleções. Yuri estará em Brasília na próxima quarta-feira, dia 13, para garantir a prioridade nos recursos e ficou pactuado que as soluções apresentadas serão incorporadas junto ao Conselho Municipal de Defesa Civil - que terá a tarefa de finalizar o projeto. 
Outro anúncio foi a emenda impositiva de R$ 400 mil reais que o deputado estadual enviará para a Defesa Civil em Petrópolis, com foco em sistemas de alerta e alarme, núcleos comunitários e estruturação. Além dos mais de 8 milhões do antigo PAC das Encostas, destravados após 11 anos, para obras de contenção, a partir da ida de Yuri à Brasília em agosto deste ano.

Estiveram presentes o presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea), Philipe Campello; o professor do Departamento de Geografia da UFRJ, Manoel do Couto; o secretário municipal de Defesa Civil de Petrópolis, Gil Kempers, as diretoras do Comitê Piabanha, Rafaela Facchetti e Juliette de Paiva; a representante do Instituto Todos Juntos Ninguém Sozinho, Pamela Mércia, além dos representantes do Laboratório de Arquitetura e Empreendedorismo da Universidade Estácio de Sá, Laura Vital e Maurilio Pimenta, Renan Correia da COPPE-UFRJ e os vereadores Júlia Casamasso, Fred Procópio, Domingos Protetor, Hingo Hammes, Gil Magno, dentre outras autoridades.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.