Seja bem vindo
Petrópolis,27/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Primeiro implante de chip cerebral da Neuralink é realizado com sucesso

Elon Musk anuncia avanço pioneiro que permite controle de dispositivos apenas com o pensamento


Primeiro implante de chip cerebral da Neuralink é realizado com sucesso Imagem: Neuralink

No domingo (28), um marco significativo na história da ciência ocorreu quando um paciente humano recebeu o primeiro implante de chip cerebral desenvolvido pela Neuralink, empresa liderada pelo visionário bilionário Elon Musk. O anúncio foi feito pelo próprio Musk em suas redes sociais na noite desta segunda-feira (29).

Os estudos envolvendo implantes cerebrais em seres humanos foram autorizados pela Agência de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos (FDA) em maio de 2023. Quatro meses após essa autorização, a Neuralink abriu inscrições para voluntários, visando avançar na pesquisa.

Denominado "Telepathy" (Telepatia), o primeiro produto da Neuralink, segundo Musk, tem a capacidade revolucionária de permitir que os seres humanos controlem dispositivos eletrônicos, como computadores e celulares, unicamente através do pensamento.

Em sua postagem no "X" (antigo Twitter), Elon Musk compartilhou que o paciente que recebeu o pioneiro implante está se recuperando bem. Além disso, ele destacou que os resultados iniciais indicam uma detecção promissora de picos de neurônios.

O processo de implantação do dispositivo de Interface Cérebro-Computador (ICC) é conduzido por um robô, utilizando um procedimento cirúrgico. Este implante é posicionado em uma região específica do cérebro que controla a intenção de movimento. Neste primeiro teste, a empresa visa avaliar a segurança tanto do implante quanto do próprio robô responsável pelo procedimento cirúrgico.

Até o momento desta reportagem, a Neuralink não forneceu detalhes adicionais sobre o paciente e o procedimento realizado no domingo. Quando abriu inscrições para voluntários, a empresa direcionou o recrutamento para pessoas com paralisia decorrente de lesão da medula espinhal cervical ou esclerose lateral amiotrófica, sinalizando um compromisso com avanços que podem trazer benefícios a indivíduos com condições neurológicas específicas. A comunidade científica e o público aguardam ansiosos por mais informações sobre esse extraordinário avanço tecnológico.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.