Seja bem vindo
Petrópolis,23/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Pedreiro e pintor são mais caros em São Paulo, mas vidraceiro cobra mais em Florianópolis

“Relatório do Mercado de Serviços: Reformas e Reparos” quanto os clientes gastaram em média para contratar os serviços mais populares e quais profissionais mais procurados no 4º trimestre de 2023


Pedreiro e pintor são mais caros em São Paulo, mas vidraceiro cobra mais em Florianópolis Reprodução
Publicidade

O GetNinjas divulga agora em fevereiro, os “Relatórios do Mercado de Serviços: Reformas e Reparos”, referentes ao 3º e 4º trimestre de 2023, onde são apresentados um panorama das principais categorias que englobam essa área, como pedreiro, pintor, eletricista, vidraceiro, encanador e muitas outras. O levantamento reúne dados internos da plataforma sobre o comportamento de consumo de serviços relacionados às Reformas e Reparos, focando nas cinco cidades com maior número de pedidos: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Florianópolis e Salvador.

Entre os dados que merecem destaque está o quanto os clientes gastaram em média para contratar os serviços mais populares. Segundo o relatório referente ao quarto trimestre, contratar um pedreiro é mais caro em São Paulo, com um preço de R$ 1.801,00 por serviço, três vezes superior ao cobrado em Salvador (R$ 587,00), cidade mais barata para contar com esse profissional entre as pesquisadas.

A capital paulista também apresenta o maior custo para contratação de pedreiro (R$ 1.119,00 por serviço) e Salvador, mais uma vez, o menor preço (R$ 592,00).

Nos casos de vidraceiro e montador de móveis, Florianópolis tem os serviços mais caros, com um preço médio de R$ 471,00 e R$ 181,00, respectivamente. Para vidraceiro, o menor custo está em Belo Horizonte (R$ 266,00). Já contratar montador de móvel sai mais barato em Salvador (R$ 131,00).

Por outro lado, a capital catarinense tem o menor custo para a contratação de marceneiro (R$ 309,00); e São Paulo, o maior (R$ 575,00).

Thiago Gramari, Diretor de RI do GetNinjas, reforça que a negociação de preços é realizada diretamente entre o profissional e o cliente, sem interferências do aplicativo. Segundo o executivo, a diferença nos preços dos serviços de pedreiro entre as capitais brasileiras pode ser atribuída a uma série de fatores, como, por exemplo, custo de vida e demanda e oferta.

 “Capitais com um custo de vida mais elevado geralmente têm preços mais altos para serviços em geral, incluindo mão de obra para o setor de construção. Isso ocorre devido aos gastos mais altos associados a habitação, transporte e outros aspectos do custo de vida. Além disso, capitais com um grande número de projetos de construção em andamento podem ter uma demanda mais alta por serviços, o que pode aumentar os preços”, explica.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.