Seja bem vindo
Petrópolis,14/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

FAB transporta banda de músicos com Síndrome de Down e TEA

Fundada pelo trabalho da Associação Juliano Varela e radicada em Campo Grande (MS), essa é a primeira e única banda formada por integrantes com necessidades especiais


FAB transporta banda de músicos com Síndrome de Down e TEA Foto: Divulgação
Publicidade

A Força Aérea Brasileira (FAB) realizou, nessa segunda-feira (25/03), o transporte da Banda Down Rítmica, de Campo Grande (MS) para Brasília (DF). O grupo é composto por 21 músicos, sendo pessoas com Síndrome de Down e com Autismo, na faixa etária de 15 a 45 anos. 

A aeronave C-99 do Primeiro Esquadrão do Segundo Grupo de Transporte (1º/2º GT) – Esquadrão Condor – transportou os integrantes para a capital federal, com o fito de participarem de uma sessão solene na Câmara dos Deputados, em homenagem à Associação Juliano Varela, que, há 30 anos, presta apoio às pessoas com Síndrome de Down e Autismo.

“Decolamos de Campo Grande para Brasília para cumprir a missão de transportar passageiros especiais. Isso mostra o quanto a Força Aérea está preocupada com o bem-estar e a inclusão social e, sem dúvidas, é muito gratificante para todos os tripulantes realizar esse tipo de atividade”, disse o Comandante da aeronave C-99, Capitão Aviador David Kennedy de Sousa dos Santos.

A cofundadora da Associação, Malu Fernandes, expressou sua gratidão pelo cuidado e atenção da tripulação da FAB com todos que estavam no voo. “Comemorar os 30 anos de serviços prestados às pessoas com síndrome de Down e Autismo, dessa forma tão especial, é um momento único e a Força Aérea Brasileira deu um exemplo de inclusão social. Porque inclusão social se faz com ação e a FAB mostrou ao mundo que é possível, sim, fazer ações”, afirmou. 

“Trabalhar com uma banda exige disciplina. Logo, passei a tratá-los de igual para igual e aprendi, desde o início, muito com eles. Trabalhar com pessoas com Síndrome de Down e Autismo é inexplicável”, afirmou o Maestro da Banda Down Rítmica, Marcelo dos Santos Peres, que já acompanha o grupo há 16 anos.

Por iniciativa do Comando-Geral do Pessoal (COMGEP), por meio da Diretoria de Saúde da Aeronáutica (DIRSA), uma equipe médica do Hospital Central da Aeronáutica (HCA) foi acionada para prestar apoio para a comitiva durante os deslocamentos. A Major Pediatra Edna da Fonseca e Silva, que realizou o acompanhamento juntamente com a Tenente Enfermeira Vânia Fonseca dos Santos Gavina, comentou sobre a alegria de participar dessa missão tão especial. "Toda a equipe se mobilizou para que adolescentes e jovens com Síndrome de Down e Autismo tivessem a melhor experiência em voo, com muito respeito, cuidado e carinho. Fomos envolvidos por um dia cheio de sorrisos, abraços e gratidão", completou.


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.