Seja bem vindo
Petrópolis,14/04/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Gasto médio do consumidor na Páscoa é de R$ 237, aponta CDL

Média de cinco presentes e preferência por pagamento à vista, aponta pesquisa divulgada pela CDL Petrópolis


Gasto médio do consumidor na Páscoa é de R$ 237, aponta CDL Divulgação/CDL
Publicidade

Pelo menos 106,6 milhões de pessoas devem ir às compras nesta Páscoa, o que representa 65% dos consumidores no país. E quem vai garantir presentes para celebrar a data pretende comprar em média cinco produtos e gastar R$ 237. A pesquisa é da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offerwise Pesquisas. De acordo com a Câmara de Dirigentes Lojistas de Petrópolis, ainda que a data evidencie a preferência pelos chocolates, a Páscoa significa também oportunidade de vendas em artigos de presentes e acessórios e movimenta ainda o comércio em geral com a comercialização mais acelerada de produtos típicos para o almoço em família.

“As datas comemorativas significam um incremento para vários segmentos dentro do comércio. O lojista antenado com os anseios do mercado consegue se conectar mais com o seu cliente e cria oportunidades de vendas. São muitos exemplos de criatividade aliado à oferta de mais qualidade e outros diferenciais que tornam a concorrência dinâmica, saudável e boa para todos”, analisa o presidente da CDL Petrópolis, Cláudio Mohammad.

Os ovos de chocolate industrializados (53%), de acordo com a pesquisa, serão os principais itens procurados pelos consumidores, seguidos pelos bombons industrializados (48%), ovos de Páscoa caseiros/artesanais (41%), barras de chocolate industrializados (32%) e bombons e barras de chocolate caseiros/artesanais (31%).

O levantamento mostra ainda que entre os que pretendem comprar ovos industrializados, 60% irão adquirir itens direcionados para crianças e para adultos, 24% somente para adultos e 14% somente para crianças. Entre os motivos apontados pelos que pretendem comprar barras de chocolate e/ou bombons, 66% se importam com a celebração e não a forma do chocolate e 25% por ser mais barato. No caso dos chocolates caseiros/artesanais, 32% preferem por ser algo mais personalizado, 23% para ajudar as pessoas que vendem e 20% porque a qualidade do chocolate é melhor.

O pagamento à vista será o mais utilizado nas compras de Páscoa (77%), sendo principalmente por PIX (54%), cartão de débito (39%) e dinheiro (33%). Já o cartão de crédito parcelado será utilizado por 29% dos consumidores. De acordo com o levantamento, 54% pretendem parcelar as compras, sendo a média de 4 parcelas. Entre os motivos apontados pelos consumidores que não pretendem comprar chocolates esse ano, 30% estão endividados e vão priorizar o pagamento de dívidas, 25% estão desempregados e 22% não gostam / não tem costume de comprar presentes e chocolates para Páscoa.

“A preferência pelo pagamento à vista, principalmente via PIX, revela uma preocupação com a gestão financeira, enquanto o parcelamento indica estratégias para atender às demandas do bolso do consumidor no período. O lojista precisa estar atento a essas tendências de compras oferecendo estratégias comerciais flexíveis e sensíveis às necessidades do público-alvo”, analisa Cláudio Mohamad.

Os filhos (60%) serão os principais presenteados, em seguida, os cônjuges (41%), mãe (38%), sobrinhos (30%) e o próprio entrevistado (27%). Os consumidores pretendem gastar, em média, um total de R$237 com as compras de Páscoa (ticket maior entre as classes A/B, chegando a R$295); adquirindo em média cinco produtos.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.