Seja bem vindo
Petrópolis,20/05/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Trabalhadores adotam 'Férias Silenciosas' equilibrando lazer e produtividade no trabalho remoto

Após o surgimento de termos como "quiet quitting" e "coffee badging", essa prática desafia a noção convencional de separar estritamente negócios e lazer


Trabalhadores adotam 'Férias Silenciosas' equilibrando lazer e produtividade no trabalho remoto Foto: Reprodução|Freepik

A mais recente tendência no mundo do trabalho remoto é o conceito de "férias silenciosas", onde profissionais tiram períodos de descanso sem se desconectar totalmente do trabalho ou compartilhar sua localização com os superiores. Após o surgimento de termos como "quiet quitting" e "coffee badging", essa prática desafia a noção convencional de separar estritamente negócios e lazer. Com a flexibilidade proporcionada pelo trabalho remoto, muitos estão optando por manter sua rotina profissional enquanto relaxam em ambientes como praias ou piscinas.

A plataforma RVshare, conhecida por seu mercado de aluguel de trailers nos EUA, revelou que as "férias clandestinas" estão se tornando mais comuns entre trabalhadores remotos. Segundo seus dados, 56% dos profissionais consideram altamente provável realizar uma "viagem silenciosa". Em 2023, 36% da Geração X e dos millennials que trabalham remotamente já haviam planejado uma dessas experiências. Alguns profissionais remotos relatam participar desse fenômeno há anos, mesmo antes de ser nomeado.

Contudo, surge a questão ética: é correto tirar "férias silenciosas"? Apesar das aparências, alguns defendem que o local de trabalho é irrelevante desde que as responsabilidades e metas sejam cumpridas. Ed Thompson, fundador e CEO da Uptimize, afirma que o objetivo do trabalho remoto deve ser o desempenho eficaz das tarefas, independentemente da localização física do colaborador.

Os defensores das "viagens silenciosas" destacam quatro benefícios principais:

Produtividade Aumentada: Ao combinar trabalho e lazer, argumentam que se tornam mais relaxados e criativos, aumentando a eficiência.

Flexibilidade: Para muitos, o importante é cumprir o horário e as metas, não importando se estão no escritório ou em um ambiente mais descontraído.

Prevenção do Burnout: Acreditam que essa prática pode ajudar a evitar o esgotamento profissional e contribuir para a retenção de talentos.

Equilíbrio entre Vida Profissional e Pessoal: Defendem que as "férias silenciosas" promovem um melhor equilíbrio entre vida pessoal e trabalho, beneficiando o moral dos profissionais.

Dados de uma pesquisa do MyPerfectResume sobre burnout mostram que 20% dos profissionais consideram deixar o emprego diariamente, e 88% relatam sentir-se esgotados no trabalho. Thompson destaca que o esgotamento é uma questão comum e subestimada, sugerindo que momentos para recarregar as energias são essenciais para a saúde mental e a produtividade dos colaboradores.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.