Seja bem vindo
Petrópolis,20/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Alunos da Rede Estadual de Sapucaia lançam minissérie de suspense e lotam cinema em noite de gala

O Suspiro Final é um longa-metragem dividido em seis episódios, resultado de uma parceria entre o Estado e o Senai


Alunos da Rede Estadual de Sapucaia lançam minissérie de suspense e lotam cinema em noite de gala Foto: Jean Barreto/Seeduc-RJ
Publicidade

Com mais de 1 hora de duração, O Suspiro Final conta a história de um grupo de alunos do Colégio Estadual República do Líbano, do distrito de Anta, que tenta desvendar um mistério que começa com o desaparecimento de um estudante, durante uma festa de acolhimento da escola. Baseado no jogo Detetive, a trama policial leva os espectadores por várias linhas de investigações rumo ao responsável, que incluem pessoas reais e lendas urbanas, como a famosa “loira do banheiro”, uma suposta aparição sobrenatural.

Recheada de intriga, romance, ação e comédia, a minissérie deixou o público totalmente imerso do começo ao fim, em sua noite de estreia, ocorrida na última quinta-feira (20), no Centro Cultural Magrácia, com entrada franca. Filmada aos moldes de um longa-metragem, a produção tem seis episódios, com pouco mais de 10 minutos cada, que foram exibidos em sequência no cineteatro cedido pela prefeitura local e que teve lotação máxima. 

— Espero que o público se surpreenda com a qualidade do trabalho e queira mais conteúdos como esse. Entregamos um produto muito grandioso — disse o aluno Kauã Rodrigues, um dos premiados da noite.


Kauã Rodrigues - Foto: Jean Barreto/Seeduc-RJ

Com direito a tapete vermelho, a sessão foi exibida para mais de 300 pessoas, entre alunos, servidores, convidados e público em geral. Ao final da sessão, uma cerimônia de gala teve início para premiar os estudantes com estatuetas do “Oscar” em seis categorias diferentes: Melhor Ator, Melhor Atriz, Melhor Roteiro, Melhor Ator Júri Popular, Melhor Atriz Júri Popular e Ator ou Atriz Revelação, além de categorias complementares como Evolução e Melhor da Classe.

Ao lado de sua família, o estudante do Ensino Médio e vencedor de duas estatuetas, de Melhor Ator Júri Popular e de Evolução, Gabryell Cariús, falou sobre a experiência.


Gabryell Cariús e família - Foto: Jean Barreto/Seeduc-RJ

— Eu não sabia que ia ser tão grande. Todo mundo na cidade ficou sabendo, fiz novos amigos e estou muito feliz com o resultado que a série teve. Vou levar esse projeto pra vida toda — afirmou o estudante.

Para o pai, Marcos Cariús, o resultado não poderia ter sido melhor.

— Eu estava contando os dias pra exibição. O trabalho do colégio e de todos foi encantador e muito lindo. Eu até brinquei que se ele ganhasse mais uma estatueta teriam que chamar o Samu porque eu não ia aguentar de emoção. Meu filho me surpreendeu — contou emocionado.


Foto: Jean Barreto/Seeduc-RJ

Parceria entre Estado e Senai

A produção é uma das atividades da Formação Inicial e Continuada (FIC), uma parceria entre a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro (Seeduc-RJ) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai). No colégio, acontece desde 2020, ao lado dos cursos de Fotografia, Marketing Digital e Empreendedorismo, e tem levado os alunos ao mercado de trabalho.

A produção do roteiro foi pensada com base nas experiências dos estudantes vividas no dia a dia da escola. Todas as demais etapas, como filmagem, atuação, edição, maquiagem, figurino e pós-edição também foram feitas por eles, sob supervisão do professor do FIC/Senai e diretor do longa, Leandro Marcelino.

— Na minha cabeça esse projeto seria algo menor, mas foi crescendo e a escola sempre apoiando. Apesar de Sapucaia ser uma cidade muito pequena e a escola a menor da região, nossos alunos pensam grande. Quanto à parceria, o melhor dela é que fazemos tudo que o outro precisa. Os funcionários da escola foram incansáveis e acreditaram no projeto. Os pais confiaram em nós e esse é o resultado. Eu me emociono por saber que no último ano, quase 80 pessoas foram presas por tráfico de drogas na cidade. Jovens que ficavam até 3 horas da manhã usando drogas na rua. Mas com orgulho eu digo que nossos alunos passaram a última semana até esse mesmo horário na escola, aprendendo uma profissão — disse o cineasta.

A diretora do C.E. República do Líbano, Patrícia Valdiero, lembrou o trabalho duro dos envolvidos e já planeja novos projetos.

— Trabalhamos bastante para chegar até aqui, muitas noites na escola, trabalhando até de madrugada com muito amor. A gente procura dar liberdade para os alunos e também cobramos deles, dessa forma fazemos com que se sintam responsáveis. O grupo teve oportunidade de aprender de tudo com o Leandro e sempre com uma boa sala de aula, boa alimentação da nossa equipe, acesso aos ambientes da escola e apoio de todos. Assim a gente vai seguindo com os projetos e já penso em um novo sobre fotografia — declarou a docente.

Como mais uma etapa do curso, a criação e manutenção de um canal no YouTube será o próximo passo para os alunos do República do Líbano, o que deve ocorrer nos próximos dias. O Suspiro Final será incluído na plataforma já no início de julho para acesso de todo o público.


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.