Seja bem vindo
Petrópolis,18/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Enel distribuição Rio seleciona projetos para investir R$ 3,5 milhões em eficiência energética

Patrocinada pela Enel Brasil por meio da Lei de Incentivo à Cultura


Enel distribuição Rio seleciona projetos para investir R$ 3,5 milhões em eficiência energética Foto: Divulgação
Publicidade

A Enel Distribuição Rio vai investir R$ 3,5 milhões em projetos de eficiência energética na sua área de concessão, sendo R$ 1,75 milhão para iniciativas de Iluminação Pública e R$ 1,75 milhão para projetos de outras tipologias. A seleção está sendo feita por meio da Chamada Pública de Projetos (CPP 2024), iniciativa financiada com recursos do Programa de Eficiência Energética (PEE) da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Em workshop realizado ontem (2), na Casa G20, a empresa esclareceu dúvidas e apresentou detalhes do edital, que torna mais transparente e democrático o processo de seleção dos projetos e obras a serem implementadas. O programa oferece a clientes públicos e privados da Enel a oportunidade de apresentarem iniciativas que promovam ganhos energéticos, com foco no consumo eficiente, melhorias de instalações elétricas e ações educacionais.

Patrocinada pela Enel Brasil por meio da Lei de Incentivo à Cultura, a Embaixada Cultural G20, localizada na Casa Laura Alvim, na Zona Sul da capital fluminense, é uma iniciativa do Governo do Estado do Rio de Janeiro que dispõe, aos países-membros do principal fórum de cooperação econômica internacional, uma estrutura oficial desenvolvida para trocas e intercâmbios artísticos, compartilhamento de experiências em gestão na área da cultura e abertura de novos mercados no âmbito da Economia Criativa.

Nesta edição, poderão participar clientes das classes Comércio e Serviços, Industrial, Residencial, Poder Público, Serviço Público, Rural e Iluminação Pública, referentes aos seguintes temas: troca de equipamentos por modelos mais eficientes, modernização de sistemas: motrizes, instalação de aquecedores solares, fotovoltaicos, de iluminação e refrigeração, entre outros. 


Projetos em andamento

Neste mês, a Enel realiza a entrega de três projetos provenientes de Chamadas Públicas de anos anteriores. As propostas de modernização dos parques de Iluminação Pública dos municípios de Areal e Teresópolis estão na etapa de substituição dos 1.031 pontos de iluminação, operação realizada em conjunto com cada prefeitura. Já o projeto de Eficiência Energética no Instituto de Estudos Almirante Paulo Moreira (IEAPM), pertencente à Marinha do Brasil, que envolve a troca de 458 lâmpadas e instalação de 59 módulos fotovoltaicos, além da substituição de quatro aparelhos de ar-condicionado, está em fase de conclusão. Esses projetos, em conjunto, somaram uma economia de aproximadamente 791 MWh/ano, além de investimentos na ordem de R$ 1 milhão.

Está previsto ainda para este ano o lançamento de quatro projetos de eficiência energética nos municípios de Cantagalo, Macaé, Angra dos Reis e Niterói, com foco na modernização de iluminação pública, substituição de motores, iluminação e instalação de sistema fotovoltaico respectivamente. 

Critérios para seleção

As inscrições para a Chamada Pública estão abertas até 5 de agosto e o edital está disponível para consulta no site da CPP (https://enel-rj.chamadapublica.com.br/). Um dos critérios é que os projetos inscritos custem de R$ 400 mil a R$ 800 mil e tenham foco no consumo eficiente de energia.

A análise e a classificação dos projetos inscritos consideram a documentação obrigatória requerida, a qualidade das iniciativas, o desenvolvimento da proposta e a inovação, além da pontuação alcançada segundo os critérios estabelecidos e divulgados no edital. A metodologia é definida pela Aneel, por meio de uma comissão julgadora, que também analisa e pontua os projetos de acordo com as regras do edital. 

Sobre o programa

 O Programa de Eficiência Energética da Enel Distribuição Rio de Janeiro existe desde 1998 e já investiu aproximadamente R$ 354 milhões em 365 projetos com foco no consumo eficiente de energia em equipamentos, instalações elétricas, processos, ações educacionais e usos finais de seus clientes.

 O PEE da Enel é regido pela Lei n° 9.991, de 24 de julho de 2000, e regulamentado pela Aneel. A legislação determina que distribuidoras de energia apliquem anualmente 0,4% de sua receita operacional líquida anual no desenvolvimento em ações de eficiência energética no uso final de energia elétrica, por meio de projetos executados em instalações dos consumidores.


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.