Seja bem vindo
Petrópolis,18/07/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

O dia em que o mundo conheceu a Ovelha Dolly

Uma data que entrou para a história da ciência e da biotecnologia


O dia em que o mundo conheceu a Ovelha Dolly Foto: Reprodução / Wikipedia
Publicidade

5 de julho de 1996 - Uma data que entrou para a história da ciência e da biotecnologia. Nesse dia, o mundo conheceu Dolly, a ovelha que se tornou o primeiro mamífero clonado a partir de uma célula adulta. A criação de Dolly, realizada pelo Instituto Roslin, na Escócia, marcou um avanço significativo na pesquisa genética e abriu um debate ético e científico que perdura até os dias de hoje.

Dolly foi criada através de um processo chamado transferência nuclear de células somáticas (TNCS). Nesse método, os cientistas retiraram o núcleo de uma célula mamária de uma ovelha adulta e o inseriram em um óvulo não fertilizado, do qual o núcleo original havia sido removido. Este óvulo reconstituído foi então estimulado para começar a dividir-se e se desenvolver como um embrião. Após várias divisões celulares, o embrião foi implantado em uma ovelha substituta, que gestou Dolly até seu nascimento.

A criação de Dolly foi liderada pelos cientistas Ian Wilmut e Keith Campbell, que, junto com sua equipe, realizaram uma série de experimentos antes de obter sucesso. Foram necessárias 277 tentativas para finalmente produzir um embrião viável que se desenvolvesse em um animal saudável. 

O nascimento de Dolly provou que células diferenciadas de um mamífero adulto poderiam ser reprogramadas para um estado totipotente, capaz de se desenvolver em um organismo completo. Antes de Dolly, acreditava-se que a especialização celular era um caminho sem volta. A clonagem de Dolly demonstrou que o DNA de uma célula adulta mantém toda a informação genética necessária para criar um novo ser.

Dolly viveu por seis anos, durante os quais deu à luz seis crias saudáveis, provando que animais clonados podem se reproduzir naturalmente. No entanto, sua vida também foi marcada por problemas de saúde. Em 2003, Dolly foi sacrificada após ser diagnosticada com uma doença pulmonar progressiva e artrite, condições que levantaram questões sobre a saúde e longevidade de clones. O seu corpo empalhado está exposto no Museu Real da Escócia, em Edimburgo, Escócia.

Dolly embalsamada no Museu Real da Escócia, em Edimburgo - Foto: Reprodução / Wikipedia

A criação de Dolly gerou um intenso debate ético. As implicações da clonagem para a medicina, a reprodução e a biotecnologia foram amplamente discutidas. A possibilidade de clonar humanos gerou preocupações sobre a identidade, a individualidade e os direitos dos clones. Muitos questionaram se os benefícios potenciais da clonagem superavam os riscos éticos e morais.

Além disso, a clonagem trouxe à tona questões sobre bem-estar animal. O processo de clonagem ainda é ineficiente e resulta em muitos embriões malformados ou que não sobrevivem, levantando preocupações sobre o sofrimento animal.

Apesar das controvérsias, a clonagem de Dolly abriu novas fronteiras na pesquisa biotecnológica. A TNCS é agora usada em várias áreas da biologia, incluindo a pesquisa com células-tronco e a conservação de espécies ameaçadas. A técnica também avançou a medicina regenerativa, oferecendo a perspectiva de criar tecidos e órgãos para transplantes que são geneticamente compatíveis com os pacientes.

Dolly também inspirou uma série de outros experimentos de clonagem bem-sucedidos em várias espécies, incluindo vacas, porcos, cães e gatos. A pesquisa continua a evoluir, explorando as possibilidades e os limites da clonagem e da biotecnologia.

A ovelha Dolly não foi apenas um marco na ciência; ela foi um símbolo das possibilidades e desafios da biotecnologia moderna. Seu legado continua a influenciar a pesquisa genética e a ética científica, lembrando-nos do poder da inovação científica e da necessidade de ponderação ética no avanço do conhecimento.

Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.