Seja bem vindo
Petrópolis,27/02/2024

  • A +
  • A -
Publicidade

Rei Charles III é diagnosticado com câncer, diz Palácio de Buckingham

Recentemente, ele passou uma internação com o objetivo de tratar um quadro de próstata aumentada


Rei Charles III é diagnosticado com câncer, diz Palácio de Buckingham Rei Charles III - Foto: Getty Images

O Palácio de Buckingham informou nesta segunda-feira (5), que o rei Charles III, de 75 anos, foi diagnosticado com uma forma de câncer. Recentemente, ele passou uma internação com o objetivo de tratar um quadro de próstata aumentada. 

Durante esse período internado, um tipo de câncer foi detectado. É importante destacar que ainda não foi divulgado qual o tipo. 

De acordo com o comunicado emitido pelo Palácio, rei Charles já iniciou uma série de tratamentos regulares, além de ter sido aconselhado pelos médicos a adiar seus compromissos públicos. Apesar disso, o rei ainda seguirá realizando seus compromissos com o Estado. 

Próstata aumentada nem sempre indicará um câncer

Após os 45 anos de idade, todo homem está propenso a ter Hiperplasia Benigna Prostática (HPB), que é o aumento da próstata com um nível variável de obstrução do canal urinário. Dessa forma, frequentemente esses pacientes apresentam sintomas obstrutivos urinários, como jato urinário fraco, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga e gotejamento pós-miccional.

As causas da HPB são pouco conhecidas, mas sabe-se que a idade avançada e a herança genética são fatores determinantes para o desenvolvimento da doença. Se não tratada, a HPB causa uma obstrução progressiva da uretra, inicialmente compensada com um maior esforço e hipertrofia da musculatura da bexiga e, posteriormente, com a retenção urinária e insuficiência renal. O tratamento adequado para a doença, por meio medicamentoso ou cirúrgico, é revelado após exame de sangue do paciente.

“A hiperplasia benigna prostática não se transforma em câncer de próstata. O diagnóstico diferencial entre essas duas entidades se faz através da história clínica, ultrassonografia da próstata e estudos urodinâmicos”, revelou Marcelino Ibrahim, urologista do Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian (HUMAP).

Para fazer o acompanhamento prostático e evitar doenças, o paciente precisa passar anualmente por avaliações médicas “É importante que todo homem, principalmente após os 45 anos, procure um urologista”, lembrou Marcelino.  

Com informações do Ministério Saúde


Publicidade



COMENTÁRIOS

Buscar

Alterar Local

Anuncie Aqui

Escolha abaixo onde deseja anunciar.

Efetue o Login

Recuperar Senha

Baixe o Nosso Aplicativo!

Tenha todas as novidades na palma da sua mão.